Data(s)

29/04/2022 
29/04/2022

Local

Lisboa 

Informações Práticas

Centro Cultural de Belém

Site & Redes Sociais

Apresentação

Este programa tem origem no encontro de Ophélie Gaillard com o quarteto Tejo. Ophélie foi professora em Genéve da violoncelista desta formação, Beatriz Raimundo. Luiz de Freitas Branco é um dos protagonistas do modernismo musical português. O seu único quarteto de cordas foi composto em 1911, ano da estadia do compositor em Paris, onde conheceu Debussy e a estética impressionista. O seu único quarteto representa uma ligação entre os caminhos da estética portuguesa moderna e o impressionismo francês. O Quinteto de Georges Onslow é uma pungente homenagem à natureza. O concerto inclui ainda uma obra maior de Edith Canat de Chizy, fados e música de carlos paredes, revisitada pelo Quarteto.

Travessias – Um projeto de Cooperação Europeia (3/3): Residência artística e concertos no Festival ZêzereArts – 19 a 30 de julho, em Tomar, Ferreira do Zêzere, Batalha